Saúde

Noz da Índia: os perigos de consumir a semente emagrecedora

Vocês já devem ter ouvido falar na Noz da Índia! O produto afirma que é milagroso e completamente natural, prometendo o  emagrecimento rápido e sem esforços. Mas será essa informação realmente verdadeira? Segundo a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) não! E nunca houve um estudo comprovando isso, pelo contrário, apenas suspeitas de intoxicação pela semente. E, por causa disso, sua fabricação, comercialização, distribuições e importação foram proibidas no Brasil a partir desta semana.

Os rótulos do produto, que normalmente era vendido em sua forma in natura (mas também vendido em pílulas), prometem que ele mais que emagrece: diminui s gordura localizada, reduz a celulite e flacidez e até controla do colesterol.

Mas, de acordo com especialistas, a Noz da Índia, cujo nome científico é Aleurites Moluccana, é altamente tóxica, com efeitos perigosos, e pode provocar desnutrição, ocasionada pela diminuição da absorção de gordura e, em decorrência disso, de vitaminas. Além de fortes dores de cabeça, diarreia e disfunção cardiorrespiratória.

Assim como ela, A ANVISA proibiu também a comercialização da planta Chapéu de Napoleão (Thevetia Peruviana), muito parecida com a noz, porém já comprovada em pesquisas como tóxica, mas ainda assim vendida como Noz da Índia em muitos lugares.

A atitude da Anvisa foi extremamente radical e correta, pois foram encontradas evidências de toxicidade e três casos de óbitos associados ao consumo da noz nos últimos meses! A Noz da Índia já é proibida em outros países, como Espanha, Austrália e Chile pelo mesmo motivo.

Vocês já conheciam a Noz da Índia? Se consomem, está na hora de parar! E se conhecem alguém que usa, avisem sobre esses perigos! Vale lembrar que nem tudo que é natural faz bem para a saúde.

Fonte: Terra

Notícias Popular

para o início